Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Receitas’ Category

Novidades culinárias das LAGES….

Pois é caros leitores e leitoras deste tão medíocre blog, que de tão mau que é já o tentaram fechar por tão pouco trazer a sociedade (estou a brincar pois se tal acontece-se tínhamos o menino que dava com os seus peitos não o deixava). Contudo resolvemos depois de um longo tempo sem escrever nada, colocar mãos á obra e trazer-vos mais uma receita que a muitos poderá não servir para nada mas a outros irá abrir o apetite e quiçá chamar o Gregório.

Não querendo estar para aqui a escrever coisas que a ninguém interessa, do tipo: Lavem a loiça ou mesmo digam ao cabeça de cogumelo para cortar o cabelo, passo desde já a dar-vos a receita na íntegra:

1 xab

2 Xab

Ingredientes:

500 g de esparguete
+ – 3 colheres de sopa de azeite
1 Cebola grande cortada em rodelas
2 Dentes de alho picados
25 g de margarina
150 g de bacon em fatia picado
175 g de cogumelos laminados
300 ml de natas (creme de leite)
3 ovos batidos
100 g de queijo parmesão ralado
sal e pimenta preta ralada a gosto

Modo de confeccionar:

Cozinhe o esparguete com água, sal e uma colher de azeite.
Ao mesmo tempo coloque a cebola com o resto do azeite numa frigideira e frite até que ela fique transparente. Junte o alho e o bacon e frite até ficar dourado.
Separadamente doure o cogumelo com a manteiga uns 4 min. Junte na mistura do bacon e tente manter tudo quente.
Misture as natas, ovos e o queijo num pote/pirex grande e salpimente a gosto.
Quando o esparguete estiver pronto, escorra-o (não escalde se não ele vai ficar frio e essa comida é para ser comida toda quente!), misture tudo e sirva em seguida.

Agora experimentem…

Não ficou nada parecido com a imagem pois não? É claro que não, pois a receita que foi confeccionada pelas Lages (mais especificamente pelo Xabiata, voltinhas, bolsinhas, sopinhas ou o tímido para muitos/muitas deste Portugal fora (é só escolher um nome)) a única coisa que tem em comum com esta anteriormente representada é apenas a massa, e mesmo isso não sei pois a marca utilizada foi a do Minipreço.
Mas pronto, tenham calma, não vale a pena chatearem-se com isso, eu sei que o que vocês fizeram até ficou algo comestível, e eu sei que alguns de vós não gostam muito disso, por isso eu vou tentar, descrever a espécie de receita que o Xabiata tentou confeccionar.

Sr. Xabiata como amante da nova cozinha (só pode ser da cozinha Cambojana) tenta usar tudo o que dispõem na cozinha, desde feijões até ao óleo queimado passado pelo caldo das frutas enlatadas, ou seja tudo serve para cozinhar desde que não esteja com aspecto de estragado (e mesmo assim não sei). É sem dúvida um exemplo a seguir. Todavia, apreciem esta maravilha da culinária que o senhor Xabiata com os poucos recursos que tem consegui desencantar:

Ingredientes

– 30 a 33.5 pauzinhos de massa esparguete (pois é, ele conta as massitas e o .5 é devido ao facto de ter uma massa partida na embalagem e não se pode estragar nada);
– 2 a 3 copos de água (da torneira e com pouca ferrugem);
Azeite ou mesmo óleo queimado – bem isto podem retirar, pois eu fui falar com ele e disse que isso não presta, é só mesmo água, sal e as 33.5 massinhas
– 8 a 10 pedrinhas de sal grosso;
– 4 Salsichas tipo Frankfurt;
– 1 Lata de Atum;
– 35 a 43 Feijões vermelhos já cozidos;
– Maionese;
– 12 a 18 metades de Azeitonas cortadas;
– 2 folhas de Louro.

Instruções:

Começar por colocar a água e o sal grosso nas quantidades acima descritas numa caçarola e levar ao lume. Quando a água começar a fazer aquele barulhinho que todos vós conheceis (pelo menos diz ele, eu não conheço nada disso) coloquem a massa na panela. Quando esta estiver praticamente cozida coloquem os feijões no tacho. Esperem mais ou menos 3 minutos e retirem do lume. A seguir escorram a massa (com os feijões) e juntem as salsichas cortadas aos bocados mas de forma transversal ao eixo destas, rapidamente e não deixando arrefecer muito, coloquem o atum e a maionese (não muita, pois ele diz que provoca herpes no cu e depois é lixado de evacuar) misturando muito bem. Tenham calma que ainda não acabou, por fim e para dar o toque especial coloquem as azeitonas cortadas e misturem novamente tudo muito bem. Para ornamentar o prato, podem juntar salsa, orégãos e piripiri (ele já não tinha mais condimentos) e voilá esta feito.

E é isto imagino que a esta hora poucos devem ser os que leram isto até ao fim pois devem ter ido vomitar e não voltaram mais. E pronto, deixo-vos aqui esta magnífica receita elaborada pelo Sr. Xabiata, que eu espero que não resolvam testar, quer dizer se forem malucos/as ou tiverem problemas de prisão de ventre experimentem, pois pelo menos dá para fazer uma limpeza ao estômago e aos intestinos.

Abraço e bom apetite

123

By: Zef

Anúncios

Read Full Post »

Uma espécie de receita com carne picada

Ora bem. Aqui vamos mais uma vez escrever um artigo mediocre para não fugir ás regras de tão mediocre blog. Isto é uma tentativa de culinária por parte de certos Chefes aqui da mansão residencial das lages. Cá vai umas imagens para ver do que se trata.

patus02

patus01

Dificuldade: *
Tempo de preparação: 20 min devem chegar

Ingredientes:
-Carne picada
-Salcichas
-Cebola
-Natas
-Margarina
-Oleo
-Vinho Branco (cerveja)
-Ovos

Agora é uma boa hora para me lembrar de como isto se faz e passo a tentar explicar.

Numa frigideira vulgar (nada acima dos 18cm de raio) deitar um pouco de margarina e oleo. Picar um bocadinho de cebola ao gosto e adicionar um pouco de vinho branco (ou cerveja) para fazer com que a carne coza. Pode tambem ser adicionado sal por causa da carne. De seguida deitar carne picada em quantidade suficiente para cada pessoa comer e salcichas cortadas. Para mim são para aí umas 200g mas acho que o normal é 100g por pessoa. Eu comprei uma caixa de meio quilo e duma vez fiz metade mas achei muito. Depois de a carne estar já quase cozidinha adicionar 1 pacote de natas (acho que de 200ml). Mexer e deixar apurar um bocadinho. Depois de estar um “bocadinho” espesso juntar um ovo de galinha normal e mexer tipo ovos mexidos. Quando estiver do género coalhado desligar o gás, tirar a frigideira e virar para um prato.
Acompanhar com arroz branco ou com cenoura mas meio seco, nada de empapado.
Quem não souber fazer arroz que procure no google que isso é fácil de fazer. Até o Zef foi ver á net e conseguiu mas tambem se deva dizer que já trabalhou num restaurante. A próxima entrada em termos de culinária vai ser da autoria dele.
Antes de criticarem experimentem.

PS: Como a gente cá em casa não se preocupa muito com dietas e essas coisas de perder peso pedia encarecidamente a alguma alma caridosa que se preocupa com a linha que por aqui passa-se e que me enviasse um comentário a dizer a calorias e essas coisas todas que só voces compreendem.

Read Full Post »